É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo. Clarice Li

18
Dez 08



Sempre a Razão vencida foi de Amor;
mas, porque assi o pedia o coração,
quis Amor ser vencido da razão.
Ora que caso pode haver maior!

Novo modo de morte e nova dor!
Estranheza de grande admiração:
que perde suas forças a afeição,
por que não perca a pena o seu rigor.

Pois nunca houve fraqueza no querer,
mas antes muito mais se esforça assim
um contrário com outro, por vencer.

Mas a Razão, que a luta vence, enfim,
não creio que é razão; mas há-de ser
inclinação que eu tenho contra mim.

 

Luís Vaz de Camões

 


Counters

subscrever feeds
comentários recentes
Lindo, em especial o título...
Adorei o titulo, seria um enorme prazer, certament...
Aqui estou, finalmente tenho net...te espero Jokin...
Chamas por mim...sempre aqui estive (a teu lado)Te...
Ola doce gatinha...finalmente livre de todos os ma...
Ola Ana faz muito tempo que nada sei de ti...bjos
oi amiga! bom te ver de novo!andei afastada mas vo...
Que fique 100% boa rapido, sei o que é não ter um ...
Desejos de rápidas melhoras para sua Mãe, e que es...
Oh gata... tu aí à janela assim não apanhas nenhum...
blogs SAPO